terça-feira, 17 de novembro de 2015

Orquestra reserva tinto 2007

Este vinho vem do Alentejo, mais precisamente da Vendinha que fica entre Évora e Reguengos de Monsaraz. A herdade da Perescuma é para mim totalmente desconhecida e não conhecia o vinho, feito de um lote de cinco castas.
Nota-se na cor que já passaram oito anos sobre a sua colheita pois está a entrar nos tons castanhos.
No nariz ainda andam cá uns toques florais da Touriga. Na boca os taninos são secos, ficamos com sensação de secura na boca. Este é um vinho que eu já devia ter bebido há uns três ou quatro anos, para o ter apreciado na sua plenitude.

Não quer dizer que o vinho não esteja bom, mas se alguém ainda o tiver na sua garrafeira é de beber o quanto antes. A partir daqui vai ser sempre a cair!

Sem comentários:

Enviar um comentário